-->

25 de fevereiro de 2010

O ENRIQUECIMENTO DO URÂNIO

Radiação
O urânio é um elemento químico que serve como matéria prima básica para programas nucleares. O urânio é um metal encontrado nas rochas da crosta terrestre. Pode ser extraído em mineração ao ar livre, em poços e subterânea. O urânio natural é  constituído por uma mistura básica de três isótopos: o  urânio-235(0,72%) ou U-235, 0 urânio-238(99,27%) e o urânio-234(0,005%).

Foto Urânio - Crédito a Indústrias Nucleares Brasileiras - INB.

A ORIGEM DO URÂNIO

Sua origem é estelar, ou seja, quando estrelas explodem em forma de supernovas, seus materiais são espalhados em várias regiões do espaço na forma de nuvens e poeiras estelares e, com o passar do tempo, chegam a alguns planetas, estrelas e luas. O urânio foi incorporado na Terra durante sua formação. Na nossa Lua, por exemplo, em junho de 2009 foi detectado a presença do urânio pela sonda japonesa Kaguya, lançada em 14 de setembro de 2007, através do seu instrumento chamado espectômetro de raios gama.  As coordenadas para futuras construções de bases e colônias lunares, que vão precisar de energia nuclear,  já podem ser determinadas pelos cientistas.

O "YELLOW CAKE"
 
Depois de extraído, o minério de urânio é levado para a usina, onde é triturado e móido, resultando em um pó fino, preparado para ser purificado por meio de processos químicos. Depois de purificado é reconstituído em um sólido amarelo, conhecido como “yellow cake” que é um sal que contém urânio na proporção entre 60 a 70%, portanto, é radioativo.

Foto "Yellow cake" - Crédito a Indústrias Nucleares Brasileiras - INB.

O ENRIQUECIMENTO DO URÂNIO

Como aumentar a quantidade de átomos do U-235, partindo do “yellow cake” ?  É bom lembrar que o urânio natural contém apenas 0,72% de  U-235. Para que o U-235 seja usado como combustível é preciso aumentar sua proporção em cerca de 2 a 3%.  Aí que entra um processo chamado enriquecimento - o “yellow cake” é  quimicamente processado.  Aqui estão as etapas básicas deste processo químico: é feito o manuseio do concentrado, sua pesagem,  sua amostragem,  seu armazenamento, a dissolução de quantidades estequiométricas em ácido cítrico, é feito a extração por  solvente, a reextração do urânio como solução de nitrato de uranila, é feita a calcinação, a hidrofluoração e a fluoração a UF6 (gás hexafluoreto de urânio). Percebemos que o “yellow cake” (sólido) pode ser convertido para UF6 (gás), que é muito corrosivo e reativo e que deve ficar longe de óleos e graxas lubrificante para evitar reações químicas repentinas.

Foto pastilhas de urânio - Crédito a Indústrias Nucleares Brasileiras.

O MÉTODO DA CENTRIFUGAÇÃO

O próximo passo é fazer o UF6 voltar para o estado sólido. Para esta etapa é usado o método de centrifugação. Eis algumas das etapas básicas deste método:  O UF6 é girado em uma centrífuga a gás, numa câmara cilíndrica em alta velocidade, com o objetivo de separar o U-238 (mais denso) do U-235. O U-238, depois de atráido para o fundo da câmara, é removido da centrífuga juntamente com resíduos do U-235, que ficaram no centro da centrífuga. As quantidades restantes de U-235 são postas em uma outra centrífuga e assim, o processo é repetido em muitas centrífugas até chegarmos ao produto final, o pó de UO2 (dióxido de urânio) ou urânio enriquecido. O urânio que sobra deste método, ou seja, substâncias removidas principalmente de U-238 e U-235, formam o urânio empobrecido, pesado e levemente radioativo, que podem ser usados em componentes antiblindados. O próximo passo é fazer com que o dióxido de urânio seja prensado, tratado termicamente em forno e posto em formas cilíndricas resultando em pastilhas cilíndricas de urânio.

2 comentários:

Anônimo disse...

Estudo Radiologia e este blog me ajudou muito a montar um trabalho sobre este assunto! Muito bom, parabéns!!!

Léon Denis disse...

Obrigado.
Estava mesmo precisando desse tipo de explicação.

Gostou do estudo? Comente abaixo.

No lado direito do blog, em Categorias: Matemática Fundamental e Matemática para Física, temos muitos exercícios resolvidos de matemática básica, fornecendo a você uma base para encarar as disciplinas Física e Matemática do nível médio e superior. Por favor, não enviem exercícios para eu resolver, pois estou muito acarretado de tarefas e com pouquíssimo tempo até para postar. Agradeço aos leitores que me comunicaram sobre erros de digitação em algumas postagens. Se você quiser contato, deixe seu e-mail ou escreva-me. Agradeço aos leitores que respondem às perguntas feitas, nos comentários, por alunos com dúvidas.

Importante: se você comentar, identifique-se (nome e cidade). Não escreva como anônimo, não escreva nos comentários frases como: "Me ajudou muito", "Gostei", "Legal", "Continue assim". Escreva, por exemplo, como o texto lhe ajudou, se você aprendeu, se valeu apena ler o texto, suas dificuldades no assunto, etc. Em "Comentar como" use, se possível, sua conta(e-mail) do google ou sua URL.

Espero ajudado você de alguma forma! Obrigado pela paciência! Bons estudos!

Atenciosamente,
Elísio.

© Estudando Física - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Elysium.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo