-->

21 de maio de 2010

A CRIAÇÃO DA PRIMEIRA CÉLULA VIVA SINTÉTICA

No dia 20 de maio/2010, uma quipe de cientistas comandadas pelo Instituto J. Craig Venter (JCVI) da Califórnia, usando as ferramentas da biologia sintética, conseguiu injetar um genoma sintético dentro de uma célula hospedeira (previamente esvaziada de atuação de vida, ou seja, sem DNA) de uma bactéria. Embora eles chamem de "célula sintética", apenas seu genoma é sintético. O genoma sintético, com mais de um milhão de pares de bases, conseguiu reavivar a célula hospedeira e esta começou a crescer e reproduzir-se. Esta célula bacteriana viva, cujo genoma é sintético, foi chamada de Mycoplasma mycoides JCVI-SIN1.0.

O resultado desta pesquisa pode ser benéfico, exemplos: possibilidades de uma célula ser projetada em um computador para transformar sujeiras em combustível, limpeza de vazamentos de petróleo no meio ambiente, produção de energia e alimentos, criação de vacinas, de remédios dentro do corpo do paciente e produção de biocombustíveis.

O sequenciamento de genomas tornou-se rotina, dando origem a milhares de genomas em bases de dados computacionais. Em essência, os cientistas estão digitalizando a biologia, ou seja, convertendo as quatro bases T, A, C e G da composição química do DNA em binários 1 e 0 em um computador. Mas, será que é possível reverter o processo, ou seja, iniciar com a linguagem binária, 1 e 0, em um computador para definir as características de uma célula viva? Em 2003, a equipe JCVI sintetizou com sucesso um vírus que infecta bactérias.

Em 2008, a equipe sintetizou um genoma, mas não foi capaz de ativá-lo naquele momento. O grupo de cientistas precisou a aprender mais sobre como sequenciar, sintetizar, transplantar e ativar genomas. No dia 20 de maio de 2010, segundo artigo publicado pela Science Express, a equipe de J. Craig Venter conseguiu montar uma célula controlada por genoma sintético, ou seja, os genomas foram projetados em um computador, construídos em laboratório e inseridos em uma nova célula auto-replicante, controlado apenas pelo genoma sintético. A JCVI sintetizou 1,08 milhões de cromossomos da bactéria chamada de Mycoplasma mycoides. "Esta é a primeira célula auto-replicante do planeta a ter um computador como pai" disse J. Craig Venter, durante uma conferência de imprensa em 20 de maio/2010. Esta célula bacteriana viva cujo genoma é sintético, foi chamada de Mycoplasma mycoides JCVI-SIN1.0 (veja o segundo vídeo).

Fontes de pesquisas:

http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=synthetic-genome-cell

http://www.jcvi.org/cms/research/projects/first-self-replicating-synthetic-bacterial-cell/overview/

http://www.sciencedaily.com/releases/2010/05/100520131435.htm

http://www.suite101.com/content/synthetic-microbe-comes-to-life-at-the-jcvi-a242111

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14657399?dopt=Citation

Assista este primeiro vídeo, publicado em fevereiro de 2008, já enfatizando estas pesquisas. Para assistir, clique em View subtitles Portuguese(Brazil) e Play. Divirta-se e bons estudos.


Assista este segundo vídeo, publicado em maio de 2010, já enfatizando a célula bacteriana viva cujo genoma é sintético. Para assistir, clique em View subtitles Portuguese(Brazil) e Play.


1 comentários:

André Drummond disse...

Muito bom
achei muito interessante a noticia sobre a criação do genoma sintético e as possibilidades são praticamente infinitas , espero este conhecimento não seja utilizado para preparar armas biológicas.
E no Brasil, o que estamos fazendo em pesquisas neste sentido???

Gostou do estudo? Comente abaixo.

No lado direito do blog, em Categorias: Matemática Fundamental e Matemática para Física, temos muitos exercícios resolvidos de matemática básica, fornecendo a você uma base para encarar as disciplinas Física e Matemática do nível médio e superior. Por favor, não enviem exercícios para eu resolver, pois estou muito acarretado de tarefas e com pouquíssimo tempo até para postar. Agradeço aos leitores que me comunicaram sobre erros de digitação em algumas postagens. Se você quiser contato, deixe seu e-mail ou escreva-me. Agradeço aos leitores que respondem às perguntas feitas, nos comentários, por alunos com dúvidas.

Importante: se você comentar, identifique-se (nome e cidade). Não escreva como anônimo, não escreva nos comentários frases como: "Me ajudou muito", "Gostei", "Legal", "Continue assim". Escreva, por exemplo, como o texto lhe ajudou, se você aprendeu, se valeu apena ler o texto, suas dificuldades no assunto, etc. Em "Comentar como" use, se possível, sua conta(e-mail) do google ou sua URL.

Espero ajudado você de alguma forma! Obrigado pela paciência! Bons estudos!

Atenciosamente,
Elísio.

© Estudando Física - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Elysium.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo